Ligue: (31) 3417.2362 e 98387.7878
MATÉRIA
ALIMENTAÇÃO X GASES

A produção dos gases (flatos), quando em excesso, normalmente acompanhada de barriga “estufada”, cólicas e alteração no padrão das fezes (constipação ou diarreia), pode ter diversas razões e deve ser investigada.
A seguir estão listadas possíveis causas do excesso de gases:
– Disbiose intestinal (microbiota intestinal em desequilíbrio).
– Intolerância a lactose.
– Intolerância aos FODMAPS (carboidratos fermentáveis, como frutanos (presentes na cebola e alho, dentre outros alimentos), galactanos (presentes no feijão, grão de bico) e polióis (xilitol, sorbitol, maltitol) que não são digeridos no trato gastrointestinal, sendo fermentados pelas bactérias do intestino). Quando há disbiose ou SIBO (excesso de bactérias no intestino delgado), ocorre um excesso dessa fermentação dos FODMAPS, gerando gases e outros distúrbios intestinais. A lactose é um tipo de FODMAP.
Já reparou que quando comemos muito de algum doce adoçado com xilitol podemos ter excesso de gases ou até diarreia? Ou quando mascamos vários chicletes, pois a maioria dos chicletes sem açúcar contêm sorbitol na composição. Por isso, moderação é a palavra-chave.
– Consumo excessivo de bebidas gaseificadas.
– Não deixar alimentos como feijão e grão de bico de molho (12 a 24 horas): este processo ajuda na solubilização, permitindo a redução dos galactanos no alimento, que são descartados com a água do remolho.
– Comer rápido e/ou conversando: em ambas as situações ocorre entrada excessiva de ar pela boca junto ao alimento, ocasionando os gases.
Procure um nutricionista para te ajudar!

VOLTAR PARA MATÉRIAS